Carreira em TI: como fazer a sua em 10 dicas (e uma história)

Tempo de leitura: 13 minutos

De longe, a carreira em TI parece um passaporte para uma vida profissional incrível, cheia de inovação, oportunidades e bons salários. As matérias não poupam elogios a quem decidiu dedicar boa parte do seu tempo para trabalhar com tecnologia.

De fato, a área de Tecnologia da Informação está em constante crescimento, indo na contramão do mercado, e algumas áreas possuem até mais vagas do que profissionais.

“Segundo dados da Brasscom, o setor de TI tem crescimento estimado em 2,6%, apesar da crise. No Brasil, a demanda por esses profissionais aumenta a cada ano e, até 2020, o déficit será de, aproximadamente, 750 mil trabalhadores (IBCD – Índice Brasscom de Convergência Digital).

A organização Code.org prevê que, no mesmo período, 1,4 milhão de vagas serão abertas no mundo, mas só 400 mil serão preenchidas.”

                                                                          fonte: itforum365

Mas pouco se sabe sobre as dificuldades e os desafios dessa área.

De perto, poucos profissionais têm realmente um plano claro sobre o que vão fazer nos próximos 5 anos. Além disso, o mercado de TI está sempre inovando em ritmo acelerado sendo difícil de acompanhar e estar atualizado sobre todas as questões desse meio.

E embora nenhuma carreira em TI venha com manual de instruções, a Vulpi reuniu 10 dicas indispensáveis para você triunfar nesse mercado por que o hype não paga as contas, certo?

Dá uma olhada sobre o que vamos conversar hoje:

  1. Afinidade com tecnologia
  2. Curso superior
  3. Experiência prática
  4. Linguagens
  5. Certificações
  6. Domínio do Inglês
  7. Soft Skills
  8. Generalista ou especialista?
  9. Oportunidades
  10. Plano de carreira

Para nos auxiliar, trouxemos o Paulo Batista, Bacharel em Ciências da Computação pela Universidade Tecnológica Federal de Campo Mourão, que vai tornar essa discussão muito mais real e menos com cara de revista de negócios, abordando esses 10 pontos de acordo com sua experiência de vida e de mercado.

Vamos lá?

1. Tenha afinidade com tecnologia:

Como em qualquer profissão, você provavelmente escolhe aquela que tem o seu perfil, e se você optou por seguir uma carreira em TI, é porque realmente tem afinidade com tecnologia.

O próximo passo é decidir a área em que deseja atuar, como por exemplo: programação desktop, programação web, web design, analista de sistemas, analista de redes, administrador de sistemas operacionais, analista de suporte, e por aí vai…

O importante é definir qual dessas áreas bate com o seu perfil.

“Tenho interesses pela área de TI desde cedo em minha vida (acredito que desde o momento que vi um K6 na casa da minha tia, aaah que nostalgia … aquele windows 95). Tudo foi aumentando quando descobri uma coisa chamada “Software Livre”, especificamente Linux.” 

2. Considere um curso superior

Começar um curso superior é um grande passo para iniciar sua carreira em TI com o pé direito.

A faculdade vai te dar uma base para todas as áreas de TI. Você vai conhecer um pouco de tudo, e mesmo que você escolha uma área específica você vai acabar utilizando um pouco do conhecimento geral obtido, podendo alinhar seus objetivos com a profissão que deseja exercer na prática.

“Percebi que uma base teórica pode me ajudar a adquirir mais facilmente conhecimentos práticos. Sinto que valeu a pena e que ainda vale, Ciências da Computação e prática.

Se você está lendo esse texto e acha que fazer uma formação universitária não vale a pena, eu te digo: Vale, desde que você não fique preso a apenas o que é dado em sala de aula.”

3. Conquiste experiência prática desde cedo

Se você está iniciando sua carreira em TI, você vai ter que correr atrás de oportunidades. Então, organize seu currículo, dê um jeito no GitHub, procure por estágios ou mesmo faça seus projetos.

Sabemos que existem diversas vagas em aberto no mercado atual de TI, mas uma grande parte delas exige a famosa experiência.

É aquele velho dilema: preciso de experiência para conseguir um emprego, mas preciso de um emprego para ter experiência.

Então, como adquirir experiência sem ter um emprego?

Essas dicas podem te ajudar muito:

Meme do American Chopper sobre experiência ilustrando conteúdo sobre carreira em TI.

Estude!

O mundo da Tecnologia da Informação está em constante mudança e em ritmo acelerado, portanto, é importante estar sempre atualizado e não ficar para trás!

Fazer uma faculdade, pós-graduação, MBA, participar de webinars e cursos online/presenciais são ótimas opções para começar a adquirir experiência.

Participe de eventos

Além de aprender com o evento em si, essa é uma ótima oportunidade para deixar a vergonha de lado e conhecer novas pessoas para praticar o bom e velho Networking (quem sabe uma oportunidade aparece, né?!).

Conversando e conhecendo pessoas que estão na mesma situação que você ou que são mais experientes, você vai estar mais perto de uma oportunidade e da realidade do mundo de TI, e com certeza vai ser uma experiência que agregará bastante em sua carreira.

Bônus! ¹

Não sabe por qual evento começar?  Conheça o DevStarter!

É um evento realizado pela Vulpi, com o objetivo de discutir sobre tecnologias, carreira e compartilhar experiências profissionais.

Estágio

Lembre-se que você está iniciando agora e o foco é adquirir experiência.

O estágio irá te proporcionar grande parte da experiência que precisa para realmente conseguir um emprego.

Portais de vagas de Tecnologia da Informação, como a Vulpi (especialista em recrutamento e seleção de desenvolvedores), vão te ajudar a encontrar oportunidades de se inserir no mercado de trabalho.

Interaja em grupos das redes sociais

Se você gosta de TI, provavelmente você também gosta de utilizar as redes sociais.

Existem diversos grupos de TI (Desenvolvedores Vulpi) que sempre postam vagas, além de poder interagir sobre qualquer assunto referente ao tema TI, pedindo dicas, tirando dúvidas etc…

Crie um GitHub, lá você pode hospedar programas, aplicativos ou sistemas desenvolvidos de sua autoria. É uma ótima janela para mostrar o que você sabe fazer e interagir com outros desenvolvedores.

Criar relações com pessoas que tem o mesmo propósito pode resultar em desenvolvimento de projetos e até indicações para trabalho. 

“Eis que em um determinado período do curso vem a oportunidade de estagiar. Você precisa dos créditos das horas de estágio para se formar. Digamos que é uma obrigatoriedade fundamental que tenta suprir a distância que a faculdade tem da vida real.”

4. É Não seja radical em relação a linguagens

Quando iniciamos na área de TI, ficamos com muitas dúvidas sobre como entrar na área de programação, sobre qual é o primeiro passo, se devemos focar em apenas uma linguagem ou não.

É importante se tornar especialista em uma linguagem e ser referência nela, mas também é importante não esquecer das outras linguagens.

Dificilmente você irá trabalhar apenas com JavaScript ou React Native em sua carreira de TI, uma hora ou outra pode precisar utilizar Python, C# etc…

“Nos primeiros dias, sufoco! Trabalhar com ferramentas e linguagens que eu nunca tive contato – Javascript e React Native – e vai lá… ler guias de início de programação tutoriais, e chefe na cola ahahahahha…

Sim, fui o primeiro a dedilhar o React Native na empresa, então, quem poderia me ajudar a entender toda aquela coisa de aplicativo? E enfim, Javascript. Eu era o cara engessado, sabia Python, Java e C puro, era o cara que não utilizava framework.”

5. Busque certificações

A certificação é a comprovação do seu conhecimento, tanto para você que se prova capaz de fazer tal atividade, quanto para o recrutador, que tem uma fonte confiável de que você pode exercer aquele trabalho.

Se o cargo que você almeja exige uma certificação é por que você realmente precisa ter aquele conhecimento.

Busque sempre aprimorar seus conhecimentos com cursos e certificações, estude e recicle seus conhecimentos a todo momento.

“Considero que as certificações são essenciais para a carreira de um Dev.

Eu possuo a certificação cisco [CCNA Exploration – Network fundamentals], a qual eu considero a mais importante. A cisco é uma das maiores empresas de equipamentos de redes e ter uma certificação dessas significa muito.

Além dessa, possuo certificações de cursos realizados em eventos de software. Em específico, gostaria de indicar duas: BlueMix IBM e Entrega contínua (ThoughtWorks BH).”

Bônus! ²

Listamos alguns dos certificados mais valorizados no mercado.

Também é importante saber que áreas como:

  • App/software;
  • Operação e suporte técnico;
  • Administração de sistemas;
  • Segurança da informação;
  • Administração de redes.

São as que mais precisam de profissionais para os próximos anos.

6 – Aprenda inglês AGORA!

Se você quer seguir uma carreira em TI, saiba que o Inglês é essencial.

A capacidade de falar e escrever nesse idioma é imprescindível, porque:

  • Os melhores materiais (informações, livros e artigo) estão disponíveis em Inglês;
  • Maior a chance de conseguir bolsas, intercâmbios, e fazer MBA nas melhores escolas do mundo;
  • Mais opções de empresas para trabalhar, inclusive empresas internacionais;
  • Mais fácil programar, entender de infraestrutura, códigos etc.

“Você precisa saber inglês. Não há meios de se desenvolver na computação sem que você não saiba o idioma que a sociedade em geral usa como universal.

Documentações, artigos e trabalhos, há uma grande relevância de conteúdos publicados fora do Brasil. Deixá-los de fora da sua base de conhecimento é estar em desvantagem perante ao mercado de trabalho.”

7 – Melhore seu comportamento (Soft Skills)

O profissional de TI além do conhecimento técnico precisa de outras habilidades para lidar com os problemas, são as famosas soft skills.

“Soft skills são as competências que se referem a personalidade e comportamento do profissional. Envolvem aptidões mentais, emocionais e sociais. Podemos dizer que são habilidades particulares, pois são adquiridas de acordo com as experiências, cultura, criação e educação de cada pessoa.”

fonte: edools

É extremamente importante que o profissional de TI saiba trabalhar em equipe, saiba resolver problemas com soluções inovadoras e com uma boa comunicação.

Você não vai conseguir gerar resultado simplesmente executando o que você estudou, é preciso conhecer o negócio e participar dele como um todo.

“Sobre questões relacionadas à soft skills… Digamos que eu aprendi com as cabeçadas da vida, dando caneladas que eu aprendi a lidar com as pessoas.

Não importa se tal pessoa será seu chefe, seu companheiro de mesa, seu gerente de projeto, o product owner ou o faxineiro.

A melhor forma de lidar com as pessoas no ambiente de trabalho reside em respeitar, saber ouvir, saber quando e como falar. 

Eu aprendi que falar bem revela seus potenciais às pessoas”.

8 – Decida entre ser generalista ou especialista

oportunidades no mercado de trabalho para os dois tipos de formação. Assim como há pessoas que defendem que ser generalista é melhor do que ser especialista e vice-versa.

O importante é que você faça uma análise de suas características e habilidades profissionais, e das áreas com as quais se identifica, e claro, nunca deixe de buscar conhecimento.

Dessa forma será possível escolher a melhor maneira para desenvolver sua carreira em TI com sucesso!

“Ser especialista te lançará para o fato de que você terá de ser o melhor naquilo que você faz. Se você é bom em banco de dados, você tem que ser bom o suficiente para suprir as necessidades de uma empresa e de aumentar a produtividade da equipe em função da sua supremacia em banco de dados. 

Mas, se você é um generalista, você tem a possibilidade de abraçar muitas oportunidades ao mesmo tempo, podendo ser um potencial aos olhos dos seus chefes, podendo assumir posições distintas ao longo da sua permanência nas equipes de desenvolvimento.”

9 – Saiba onde encontrar oportunidades

Sites que divulgam vagas de emprego em TI, como a Vulpi, são excelentes lugares para conseguir uma oportunidade. Por esse motivo, empresas estão sempre de olho nos profissionais que cadastram seus currículos nessas plataformas.

mulheres desenvolvedoras

A Vulpi não só divulga vagas de TI, mas busca alinhar as expectativas do profissional com as da empresa.

“Procure uma empresa legal, se possível, com uma dinâmica de trabalho atualizada que vise o crescimento de seus colaboradores e te trate bem.

Se você achou essa empresa, retribua com seu esforço, afinal, quem ganha é você com a oportunidade de adquirir conhecimento e experiência que ela te proporciona.”

10. Monte um plano de carreira

A ideia é saber o que pretende conquistar e em quanto tempo quer fazer isso.

Pergunte-se: Onde quero estar daqui a 5 anos ?

Escreva os objetivos, determine o período para alcançá-los e quais são os recursos humanos e financeiros necessários.

Veja quais são os passos que você tem que dar (por exemplo: as certificações, inglês, faculdade), e considere os empecilhos que haverão nessa jornada.

Defina o objetivo e daí sim defina os meios para alcançá-lo.

“Nesse momento, estou de mudança. Estou indo mais para o interior do Paraná, região próxima a Toledo e Cascavel, lugares onde eu estou pesquisando e agendando entrevistas de emprego.

A vantagem desses lugares é que além de ficar próximo à família, posso ingressar em programas de pós-graduação e mestrado em instituições públicas, onde eu posso continuar desenvolvendo meus estudos e teorias a cerca de engenharia de software.”

Conclusão

Sabemos que a carreira em TI é um mundo à parte, apesar de estar presente em praticamente todas as empresas e ter vagas de sobra, não é uma carreira fácil de seguir. A rotina é de projetos com prazos muito apertados, exigência por desenvolver algo que realmente gere resultados diretos (em pouco tempo), frequentemente ficar até mais tarde trabalhando.

Por outro lado, é extremamente satisfatório poder construir algo que seja útil e especial para uma organização ou até mesmo para a sociedade em geral, tornar processos mais eficientes, ter flexibilidade para trabalhar e tomar muito café!!

Portanto, para ter sucesso é essencial você amar o que faz e se planejar para o futuro 💜.

Se precisar de uma mãozinha para encontrar oportunidades para desenvolvedor de software, conte com a Vulpi! 

Sobre Paulo Batista

paulo img

 

Bacharel em Ciências da Computação – Fanboy da Bethesda, apaixonado por programação e café. Em busca de novos desafios e conhecimento. Cultivo pés de café nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *